quinta-feira 23rd maio 2019
23-mai-2019

Licitação para instalação de 23 abrigos de ônibus é revogada em Joinville

A licitação para a instalação de 23 abrigos de ônibus, a maioria para as ruas Albano Schmidt, Tuiuti e Comandante Paulo Serra, foi revogado devido às pretendidas mudanças no edital. Não há relação com os pontos da rua São Paulo, a serem instalados pela empresa responsável pela requalificação.

Veteranos
Sargento Lima entrou com projeto na Assembleia para que os aposentados ou reformados das polícias Civil e Militar sejam chamados de veteranos em vez de inativos. Para o deputado do PSL, seria uma forma de reconhecimento de atuação dos policiais.

Tem mais
Na lista atualizada em abril junto à Justiça Eleitoral, o PSL de Joinville aparece com 637 filiados. Mas o partido garante que já conta com mais de 2 mil integrantes, listagem que deverá aparecer na próxima atualização, em outubro.

Atraso na revisão
O Conselho da Cidade de Joinville enviou ofício à Câmara de Joinville pedindo atenção ao projeto de revisão do Plano Diretor, apresentado pela Prefeitura no final do ano passado e ainda em análise iniciada. O alerta do conselho é para evitar atraso. No episódio da polêmica do licenciamento, levantada por Luciano Hang, a Câmara foi ágil em dizer que o assunto da cota 40 estava em análise no Conselho da Cidade, como se parte do atraso fosse culpa da entidade. Isso irritou parte dos conselheiros.

Descontentamento
Em carta aberta divulgada nesta terça-feira (14), o PSB de Joinville repudiou as medidas tomadas pela direção nacional do partido, responsável pela dissolução do diretório estadual da legenda. Rodrigo Coelho lembrou não ter sido avisado da intervenção, mesmo sendo integrante da executiva estadual. A nota alega que o diretório municipal não apoia “decisões tendenciosas”. A nota é assinada por Coelho e pelos vereadores Ninfo König, Iracema Bento e Wilson Paraíba. O texto não toca no assunto, mas documentos desse tipo costumam ser usados em processos de troca de partido.

Articulação de Merisio
Chega até a impressionar como há lideranças políticas em Joinville convencidas da candidatura de Ninfo König em concorrer a prefeito por um bloco a ser formado por PP, DEM e PRB, uma aliança em articulação pelo ex-deputado Gelson Merisio, hoje residente na cidade. Nesse formato, König deixaria o PSB. O empresário e vereador foi o principal articulador em Joinville da campanha de Merisio ao governo do Estado. Inclusive fez a apresentação do candidato a empresários locais.

Ninfo em silêncio
Merisio quer apoio novamente em 2022 para concorrer a governador. De saída do PSD, o ex-deputado ainda analisa o futuro partido. Quanto a Ninfo, que teria manifestado interesse em concorrer à sucessão de Udo logo após a reeleição do emedebista, lá em 2013, ele nunca mais tocou no assunto de concorrer a prefeito, pelo menos publicamente. A eventual vitória de Ninfo em 2020 seria de grande utilidade para Merisio em 2022.

Protesto
Além da mobilização de sindicatos, centros acadêmicos e de outras entidades para a mobilização marcada para às 15 desta quarta-feira (15) na Praça da Bandeira, em Joinville, em ato em defesa da educação (e também contra a reforma da Previdência), serão realizados atos em frente às universidades no final da tarde, às 18h30.

(Fonte: NSC Total)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>