segunda-feira 27th maio 2019
27-mai-2019

Licitação para pavimentação de dois bairros deve ser finalizada neste mês

O processo licitatório para a contratação de empresa especializada em obras de drenagem e pavimentação nos bairros Jardim Industriário II e Nova Esperança III, deve ser finalizado ainda neste mês de dezembro. É o que garantiu o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues, em audiência realizada na Câmara Municipal de Cuiabá nesta terça-feira (04).

De acordo ele, o certame está correndo há aproximadamente cinco meses e se encontra, neste momento, em fase de interposição de recurso administrativo. O secretário acredita que, até a próxima semana, esse estágio seja finalizado pela Diretoria Especial de Licitações e Contratos (DELC) e toda documentação necessária para a assinatura do contrato e da ordem de serviço enviada para a Secretaria.

“Temos a empresa vencedora, mas o resultado ainda não pode ser homologado, por questão burocrática. Uma das participantes do processo entrou com pedido de recurso e, seguindo a Legislação Federal, o requerimento está sendo analisado. Acreditamos que nas próximas semanas esse procedimento seja concluído. A partir disso, a DELC encaminhará o contrato à Secretaria de Obras, para que possamos assinar e dar a ordem de serviço”, relatou.

⭐ Educação inclusiva marca edição do Natal Ambiental
Conforme explicou o secretário, as duas comunidades foram inseridas no programa Minha Rua Asfaltada, com o objetivo de solucionar os transtornos em relação à infraestrutura viária enfrentados pelos moradores. Para isso, segundo o projeto feito pela pasta de Obras Públicas, o Jardim Industriário II irá receber mais de cinco quilômetros de drenagem e pavimentação, enquanto o Nova Esperança III será contemplado com mais de quatro quilômetros. O valor do investimento para atender as duas localidades é de R$ 12.460.374,16.

“Por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, logo que assumimos a gestão da Secretaria percorremos rua por rua dos dois bairros, fazendo o levantamento para a criação do projeto. Após isso, buscamos recursos para a execução e agora vamos concluir essa parte administrativa. Também estamos fechando outro contrato para a troca de toda a drenagem da Avenida Trinta, do Industriário II. Esse era um trabalho que receberia investimento de emenda parlamentar, porém os valores não chegaram e tivemos que realocar recursos da Fonte 100”, pontuou.

(Fonte: Cenario MT)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Cabral diz que recebeu R$ 1,5 milhão em propina na licitação do serviço Poupa Tempo

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral confessou que, em 2009, recebeu um R$ 1,5 milhão em propina para favorecer o grupo de empresários liderado por Georges Sadala, na licitação do serviço Poupa Tempo no estado.

A declaração foi dada, nessa quinta-feira (23), em depoimento prestado ao juiz Marcelo Bretas, da Sétima Vara Federal Criminal do Rio, no âmbito da Operação C’est Fini, um desdobramento da Lava Jato.

Cabral disse que determinou pessoalmente aos responsáveis pela licitação que o consórcio pertencente a Sadala fosse escolhido como vencedor do certame.

O ex-governador revelou ainda outras negociatas com Sadala, que eram desconhecidas do Ministério Público e da Justiça.

Quem também prestou depoimento, nessa quinta-feira, foi o empresário Georges Sadala. Ele se disse surpreso com as declarações de Cabral e negou ter pago propina ao ex-governador ou ter sociedade com ele em imóveis.

(Fonte: Jornal Floripa)