segunda-feira 27th maio 2019
27-mai-2019

Licitação que vai definir empresa para ampliação do aeroporto de Dourados acontece hoje

Está agendada para a quinta-feira (21) desta semana a abertura do edital de tomada de preços para definir, em processo de licitação, a contratação da empresa que vai conduzir os projetos básico e executivo dos serviços a serem realizados no aeroporto de Dourados. Os procedimentos estão sob a responsabilidade do 9º. Batalhão de Engenharia de Combate, localizado em Aquidauana.

Nesta semana, o coronel Maurício Magnus Sampaio, chefe do Estado Maior da 4ª. Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, confirmou que, do valor total de R$ 49 milhões, inicialmente previstos para a execução dos serviços, aproximadamente R$ 4,2 milhões já foram aplicados na aquisição de equipamentos de engenharia.

Em dezembro do ano passado, o comandante da Brigada, general Lourenço William da Silva Ribeiro Pinho, assinou em Brasília o TED (Termo de Execução Descentralizada), instrumento que vai permitir a execução das benfeitorias a partir do investimento de R$ 49 milhões, alocados no PIL (Programa de Investimento em Logística). O valor de R$ 4 milhões e 200 mil empenhados garantiu a aquisição de tratores, maquinários e parte de usina de asfalto e concretagem.

Ainda de acordo com a nota oficial do Chefe do Estado Maior da Brigada de Dourados à Assessoria de Comunicação do Município, assim que forem recebidos os projetos básico e executivo dessa obra será definida a viabilidade de utilização de mão-de-obra local depois que for possível “dimensionar a força de trabalho necessária e a definição do cronograma das atividades”, conforme observa o coronel Sampaio.

NOVOS MERCADOS

De acordo com entendimentos firmados pela Administração municipal no âmbito do governo federal, a obra vai contemplar a ampliação e restauração da pista de pouso e decolagem, execução de nova pista de taxiway, pátio de aeronaves, áreas de escape, faixas preparadas e de pistas, implantação do estacionamento de veículos, vias de acesso e terraplanagem necessária para edificações e serviços complementares para adequação de infraestrutura necessária para a operação do aeroporto “Francisco de Mattos Pereira”.

Segundo a prefeita Délia Razuk, a partir da ampliação e melhorias na infraestrutura aeroportuária do município, Dourados poderá se abrir “à prospecção de novos mercados, inserindo nossa cidade e região em uma nova rota do transporte aéreo nacional, buscando ainda formas de atrair mais empreendedores e elevar a nossa capacidade produtiva, de olho no consumidor externo”.

(Fonte: Dourados Agora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Cabral diz que recebeu R$ 1,5 milhão em propina na licitação do serviço Poupa Tempo

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral confessou que, em 2009, recebeu um R$ 1,5 milhão em propina para favorecer o grupo de empresários liderado por Georges Sadala, na licitação do serviço Poupa Tempo no estado.

A declaração foi dada, nessa quinta-feira (23), em depoimento prestado ao juiz Marcelo Bretas, da Sétima Vara Federal Criminal do Rio, no âmbito da Operação C’est Fini, um desdobramento da Lava Jato.

Cabral disse que determinou pessoalmente aos responsáveis pela licitação que o consórcio pertencente a Sadala fosse escolhido como vencedor do certame.

O ex-governador revelou ainda outras negociatas com Sadala, que eram desconhecidas do Ministério Público e da Justiça.

Quem também prestou depoimento, nessa quinta-feira, foi o empresário Georges Sadala. Ele se disse surpreso com as declarações de Cabral e negou ter pago propina ao ex-governador ou ter sociedade com ele em imóveis.

(Fonte: Jornal Floripa)