quarta-feira 19th junho 2019
19-jun-2019

Suspensa há um mês, licitação para revitalizar Convivência tem prazo de retomada indefinido

Espaço cultural em Campinas está fechado desde 2011 e obras estão estimadas em R$ 40 milhões. Interrupção ocorreu após administração questionamentos técnicos de empresas.

A retomada do processo de licitação para revitalizar o Centro de Convivência, em Campinas (SP), tem prazo indefinido, de acordo com a Prefeitura. A suspensão já completou um mês e ocorreu após a administração municipal receber questionamentos técnicos ao longo do processo.

O espaço, localizado no Cambuí, está fechado desde 2011 em virtude de problemas estruturais. A administração diz que precisa esclarecer as contestações, antes da continuidade, para evitar risco de impugnação. “Uma nova data será divulgada em tempo oportuno”, informa nota da assessoria.

Impasse
O edital lançado em janeiro previa término da concorrência em 12 de fevereiro. Antes da suspensão, o município já havia adiado o prazo para 15 de abril, após indagações de empresas interessadas na revitalização serem encaminhadas para a Secretaria de Administração.

“São dois questionamentos relacionados a itens de planilhas e um sobre informações adicionais do projeto. Diante disso, para não haver risco de impugnação, a Prefeitura suspendeu a concorrência até o completo esclarecimento de todos”, informou o Executivo, em abril.

Até o início do processo, as obras estavam estimadas em R$ 40 milhões, por meio de um convênio definido entre município e governo do estado em abril do ano passado. A Prefeitura, contudo, admitiu na ocasião que não era possível estimar se o valor da obra, de fato, será mantido.

Ao G1, no início do ano, o secretário de Cultura, Ney Carrasco, afirmou que as obras começariam após a definição. O projeto do Convivência inclui todo complexo: o Teatro de Arena Teotônio Vilela, as salas Carlos Gomes e de Espetáculos Luís Otávio Burnier, além das galerias Aldo Cardarelli, Bernardo Caro e C. São cerca de 6 mil metros quadrados e os trabalhos devem durar dois anos.

Origem dos R$ 40 milhões
O convênio ocorreu após a Prefeitura suspender o plano de construir um teatro de ópera no Parque Ecológico, em meio aos reflexos provocados pela crise econômica nacional. Com isso, o investimento antes previsto em R$ 80 milhões foi ajustado para contemplar a estrutura no Cambuí.

A revitalização prevê resgate das características originais do teatro e inclui acessibilidade, implementação de novas tecnologias em equipamentos e na acústica, além da ativação do fosso nunca usado em virtude de falhas de planejamento e infiltração, segundo a Secretaria de Cultura.

Histórico
O Teatro do Centro de Convivência foi projetado para receber espetáculos variados de encenação, dança, palestras, simpósios, conferências e exposições. O fechamento foi em dezembro de 2011.

O local apresentava goteiras, fiação elétrica exposta e risco aos frequentadores. Ao longo do tempo, a Prefeitura fez uma série de avaliações técnicas, mas nunca houve reforma completa e estrutural.

Inaugurado em setembro de 1976, o espaço é um dos patrimônios arquitetônicos da cidade. Após a interdição em 2011, ele chegou a ser reaberto parcialmente entre janeiro e fevereiro de 2012 para a Campanha de Popularização do Teatro. Além disso, recebeu um concerto da Orquestra Sinfônica de Campinas no Teatro de Arena, em dezembro de 2014, após testes de resistência na estrutura.

(Fonte: G1 Campinas e Região)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>